#

O Prêmio Connected Smart Cities consiste em reconhecer e premiar negócios inovadores que colaborem para que as cidades possam alcançar o patamar de ser uma cidade inteligente. Em 2016, o aplicativo Nearbee foi o vencedor na categoria Negócios Pré-Operacionais, aqueles que ainda estão sendo financiados por investimentos e não pelo resultado das receitas e lucros gerado.

O nome Nearbee é a junção de duas palavras em inglês “near” e “bee”, que no português, significam respectivamente “perto” e “abelha”, para trazer a referência da vida em comunidade numa colmeia.

Com um nome criativo e com uma ideia focada nos resultados positivos que a vida em comunidade traz, a ideia do Nearbee começou como um projeto social na cidade de Campinas, interior de São Paulo, após o índice de violência na cidade crescer exponencialmente e as pessoas não saberem lidar com a situação – Ligar pra mãe, primeiro? Ligar pra polícia? Gritar? Chamar os amigos?

A partir deste raciocínio, o app surgiu com a finalidade de fazer com que o smartphone fosse uma ferramenta de proteção pessoal e conectasse todas as frentes de “proteção” ao mesmo tempo, tendo todas as oportunidades possíveis com um clique.

Baseando-se neste conceito, Felipe Fontes, CEO do Nearbee, conta que perceberam que a aplicação criada poderia ter uma utilização mais ampla, “as pessoas poderiam se ajudar não somente em emergências, mas também no cotidiano, com troca de informações, e assim, aumentar a solidariedade entre os cidadãos. Hoje, o Nearbee evoluiu e não é somente um app, estamos dominando uma expertise de tecnologia de segurança e proteção na cultura mobile e IoT de forma mais abrangente, fornecendo esse tipo de soluções para empresas e governos.” Afirma, Felipe.

Felipe conta que ao acompanhar premiações direcionadas a startups, em pesquisas na internet conheceu a proposta do Prêmio Connected Smart Cities e resolveu inscrever o Nearbee. “É difícil ter no Brasil eventos como o CSC que sejam tão direcionados a um tema. Todo o processo da premiação, desde a inscrição até o dia da premiação, foi bem bacana! O espaço do evento era incrível, os formatos das palestras simultâneas foram bem interessantes, tudo bem organizado, e para nós, foi uma ótima experiência para criar negócios e fazer networking!” destaca, Felipe.

Felipe compartilha que todo o processo foi bem vantajoso, proporcionou mais credibilidade ao Nearbee e obtiveram mais exposição para o negócio. Para o CEO, prêmios desse tipo viabilizam a expansão de startups de uma maneira mais estruturada e contínua, oferecendo oportunidade para elas criarem negócios e serem vistas. “No prêmio CSC 2016 nós fomos vencedores, e isso foi muito legal! Mas oportunidades de investimentos e negócios, ocorreram para gente mesmo sem termos ganhado os prêmios que já concorremos. Ou seja, somente em participar de prêmios, você consegue muitos resultados positivos” comenta Felipe.

“Em relação ao Connected Smart Cities, o torneio é uma ótima janela de conexão para alcançar prefeituras e mostrar seu serviço ou produto, sendo um atalho para networking. Quando seu negócio está no evento certo e focado no público alvo, as coisas acontecem. O Connected Smart Cities é um catalisador muito importante para negócios que possuem objetivos de transformar a vida do cidadão. ” Destaca o CEO.

Um ano após a vitória, Felipe Fontes conta que o Prêmio CSC 2016 contribuiu para que muitas oportunidades de negócios aparecessem para o Nearbee. Lançaram o Emergência RJ – o app oficial do 190 no Rio de Janeiro – solução que está sendo implementada em outros quatro estados; a aplicação do Nearbee atingiu uma maior escala de uso e com outras soluções para desenvolver cidades inteligentes; aplicação do SAMU digital em Campinas – SP; o tribunal de justiça no Rio utiliza a solução para segurança de juízes; entre outras.

Felipe será palestrante no Connected Smart Cities 2017 e compartilha o tema de sua palestra – CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS. O CEO pretende gerar uma reflexão sobre a questão de a cidade inteligente ter sido muito tratada sobre a ótica da relação funcionalista do que focar em como os cidadãos podem ser estimulados em ajudar uns aos outros.

“O que eu quero levar na palestra e o que o Nearbee procura estimular, é que a cidade inteligente é composta por pessoas que ajudam umas às outras. Ter qualidade de vida é realmente poder contar com as pessoas próximas. Esse é o conceito de cidade inteligente no qual acredito que deve acontecer. Para criar um cidadão mais consciente, civilizado e engajado, com orgulho da cidade, as cidades não precisam gastar muito, podem estimular isso fomentando a cultura, comunicando isso de forma estruturada, permitindo canais seguros entre os cidadãos. Por exemplo, não adianta ter um app para inclusão de deficientes, se as pessoas não respeitam o deficiente. ” explica Felipe Fontes.

Clique aqui e saiba mais sobre o NEARBEE

PRÊMIO CONNECTED SMART CITIES 2017

Realizado pela Sator Eventos e Neurônio em parceria com Sebrae-SP e Urban Systems, e com o apoio institucional da Anjos do Brasil, a premiação deste ano ocorrerá na terceira edição do evento Connected Smart Cities, que acontecerá nos dias 21 e 22 de junho de 2017.

INSCRIÇÕES ABERTAS – Saiba mais sobre o Prêmio CSC 2017 clicando aqui.